Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 3.4/5 (679 votos)



ONLINE
2





Contador:

Imprensa

Noticias de Fátima, 3 maio 2013

 O restaurante Santa Rita, em Fátima, associou-se à iniciativa nacional 'Wish Dish' que alia a gastronomia à solidariedade com o objectivo de angariar fundos para a realização de desejos de crianças com doenças graves.
De acordo com Clara Patrício, chef do restaurante, a participação na iniciativa é uma forma "de proporcionar felicidade", onde todos saem a ganhar. "Nós gostamos de fazer as pessoas felizes com a gastronomia que lhes proporcionamos sempre que nos visitam. Ajudar a Make-A-Wish é outra forma de proporcionar felicidade. E no fundo, todos nós saímos a ganhar: as crianças realizam desejos e nós sentimo-nos realizados", salientou ainda.
A iniciativa insere-se nas comemorações do 33.º aniversário da Fundação Make-A-Wish que, em parceria com o portal Mytable, convidou alguns dos chefs mais reconhecidos do país e lançou-lhes o desafio de criarem um prato original, que estará disponível em mais de uma centena de restaurantes, até 15 de Maio, revertendo a sua comercialização a favor dos diversos projectos da instituição.


Diário de Leiria

Restaurante Santa Rita alia gastronomia à solidariedade

Espaço de restauração associa-se à iniciativa 'Wish Dish', que decorre até 15 de Maio
Edição de: 

O restaurante Santa Rita, em Fátima, associou-se à iniciativa nacional 'Wish Dish' que alia a gastronomia à solidariedade com o objectivo de angariar fundos para a realização de desejos de crianças com doenças graves.
De acordo com Clara Patrício, chef do restaurante, a participação na iniciativa é uma forma "de proporcionar felicidade", onde todos saem a ganhar. "Nós gostamos de fazer as pessoas felizes com a gastronomia que lhes proporcionamos sempre que nos visitam. Ajudar a Make-A-Wish é outra forma de proporcionar felicidade. E no fundo, todos nós saímos a ganhar: as crianças realizam desejos e nós sentimo-nos realizados", salientou ainda.
A iniciativa insere-se nas comemorações do 33.º aniversário da Fundação Make-A-Wish que, em parceria com o portal Mytable, convidou alguns dos chefs mais reconhecidos do país e lançou-lhes o desafio de criarem um prato original, que estará disponível em mais de uma centena de restaurantes, até 15 de Maio, revertendo a sua comercialização a favor dos diversos projectos da instituição.

 

 

Local.pt, 22/4/2013

Restaurante Santa Rita realiza desejos de 15 de abril a 15 de maio

SANTARÉM – O distrito de Santarém está representado pelo Restaurante Santa Rita na iniciativa Wish Dish, uma iniciativa de âmbito nacional que alia a gastronomia à solidariedade e que visa angariar fundos para realização de desejos de crianças com doenças graves.

Localizado em Fátima e bem perto dos habitantes de Leiria e Santarém, o Restaurante Santa Rita oferece aos seus clientes o melhor da gastronomia portuguesa das Ilhas dos Açores e Madeira, desde ‘Alcatra da Terceira’ e a ‘Linguiça do Pico’, o ‘Bife de Atum com batata doce da Madeira’ ou os ‘Secretos de Porto Preto Tropical’, são alguns dos pratos confecionados no restaurante e que fazem a delícia dos clientes da casa e dos peregrinos de Fátima.

Clara Patrício, Chef do Restaurante Santa Rita, explica porque aceitaram o desafio da Make-A-Wish: “Nós gostamos de fazer as pessoas felizes com a gastronomia que lhes proporcionamos sempre que nos visitam. Ajudar a Make-A-Wish, é outra forma de proporcionar felicidade. E no fundo, todos nós saímos a ganhar: as crianças realizam desejos e nós sentimo-nos realizados!”.

O Wish Dish insere-se nas comemorações do 33º aniversário da Fundação Make-A-Wish que, em parceria com o portal Mytable, convidou alguns dos chefs mais reconhecidos do país e lançou-lhes o desafio de criarem um prato original, o Wish Dish, o qual estará disponível em mais de uma centena de restaurantes, de 15 de abril a 15 de maio, revertendo a sua comercialização a favor dos diversos projetos da instituição.

O Wish Dish poderá variar entre o prato principal, sobremesa ou até menu; no entanto, o contributo para a Make-a-Wish é sempre o mesmo. Ao consumir o prato especial Make-A-Wish, cada pessoa estará a contribuir com 2€ para a realização de desejos de crianças que se encontram a lutar contra uma doença grave.

A proposta desta ementa solidária será aceite por mais de uma centena de restaurantes em Lisboa, Porto e outras cidades portuguesas. O portal Mytable, um sitio de reservas que envolve uma rede de cerca de 300 restaurantes de grande qualidade, já aderiu a esta iniciativa e oferece 2€ por cada reserva efetuada através do portal, de 15 de abril a 15 de maio, independentemente do cliente dessa reserva consumir ou não um Wish Dish.

Esta extraordinária adesão dos melhores restaurantes portugueses e dos Chefs mais prestigiados como Chakall, Henrique Sá Pessoa, Luís Baena, Marco Gomes, Rui Paula, entre outros, irá contribuir de uma forma deliciosa e requintada, para a missão da Make-a-Wish, instituição que já realizou mais de 300 mil desejos no mundo inteiro. Em Portugal, desde 2007, a Make-a-Wish é reconhecida pelo trabalho em prole da esperança que tem desenvolvido junto de crianças e jovens, dos 3 aos 18 anos, vítimas de doenças que colocam as suas vidas em risco.



http://amigosunidospeloescoural.blogspot.pt/2012/04/hora-de-almoco-no-restaurante-santa.html

 

Noticias de Fátima, quinzenário, 11 de Março de 2011

Restaurante Santa Rita recebe Prémio Garfo de Prata O Restaurante Santa Rita foi distinguido com o prémio “Garfo de Prata” do Guia de Restaurantes e Vinhos de Portugal “Allgarfo”, que conta actualmente com 18 mil restaurantes registados.

Este premio é atribuído aos melhores restaurantes através da votação dos seus utilizadores (Provadores Allgarfo). Estes ao tomarem a sua refeição num restaurante classificam-no nos seguintes itens: Comida, Ambiente, Serviço, Limpeza e Relação Preço/Qualidade. Cada uma destas categorias pode ser classificada e comentada com um mínimo de uma e o máximo de cinco estrelas. A média destas cinco classificações indica-nos a Classificação Geral obtida pelo restaurante.

Este ano o Garfo de Prata recaiu no Restaurante Santa Rita, situado na Rua Santa Isabel, e que conta com especialidades açorianas e madeirenses.

Aberto desde Fevereiro de 2009, esta distinção vem “consolidar a sua posição em Fátima, onde já conquistou o seu público, seja a nível nacional e até internacional”, referem os gerentes do Santa Rita. Por outro lado, “vem reconhecer mais um restaurante nesta região religiosa, cultural e turística a nível mundial”.

A entrega do prémio decorreu no último dia 2, no Restaurante Santa Rita, numa cerimónia que contou com a presença de sacerdotes, religiosos, jornalistas e público em geral. Dos discursos que marcaram o momento, é de salientar a promessa de manter os mesmos níveis de qualidade com que habituaram os seus clientes e repetir o prémio, ou quem sabe, o Garfo de Ouro.

 

JORNAL DO CENTRO, Semanário, 29 de Janeiro de 2010

O RIBATEJO, semanário, 5 de Fevereiro de 2010

JORNAL DA GOLPILHEIRA, mensário, Dezembro de 2009, p. 19

JORNAL DE LEIRIA, Semanário, 16 de Julho de 2009, p. 23

Fátima - Restaurante açoriano

Reabriu com nova gerência o restaurante Santa Rita, em Fátima. Sérgio Patrício explica que as especialidades são pratos da cozinha açoriana e madeirense, a preços "atractivos". É possível encontrar pratos típicos das ilhas, (...)

 

 A VOZ DO DOMINGO, semanário diocesano - Leiria

21-6-2009, pág. 11

Reabriu no princípio deste ano de 2009 o Restaurante Santa Rita, sob a gerência de católicos açorianos e com pratos que só ali se podem encontrar, diz-nos o gerente Sérgio Patrício.

O Santa Rita situa-se no centro de Fátima, do lado sul do Santuário, com "boa comida, com qualidade a baixo preço" e adaptado "às exigências dos melhores clientes", refere o gerente, acrescentando que qualquer peregrino da Fátima "come aqui unicamene comida caseira - o que há de melhor na nossa gastronomia". O restaurante está aberto, todos os dias, ao almoço e ao jantar.

Para mais informações, os interessados podem contactar pelo telefone 249098041 ou 919822288 ou, ainda, santarita@ol.pt - S.P.

 

O Baluarte de Santa Maria, Junho de 2009, p. 23

Olá mais uma vez...

Na edição deste mês, vou debruçar-me sobre a informação enviada pelo senhor Sérgio Patrício, proprietário do restaurante Santa Rita, localizado em Fátima, continente Português.

O "Santa Rita" é um restaurante de cozinha Regional Açoriana e Madeirense, e está localizado na Rua de Santa Isabel.

O restaurante Santa Rita teve a sua abertura no passado dia 11 de Fevereiro, dia de Nossa Senhora de Lourdes (França).

O senhor Sérgio decidiu abrir o restaurante em Fátima para realizar um sonho antigo da sua esposa, D. Clara Patrício, natural da ilha do Pico. Ela tinha o sonho de abrir um espaço Açoriano num local Sagrado como é o Santuário de Fátima, onde circulam anualmente milhares de fiéis.

Assim, decidiram pôr em prática este antigo sonho como forma de "promover" os Açores e dar a conhecer a gastronomia regional açoriana, no nosso país. Infelizmente são vários os portugueses em Portugal continental que ainda não conhecem os Açores nem a nossa cultura.

Constam do menu do restaurante Santa Rita pratos Açorianos, como as Sopas do Espírito Santo, a Alcatra à moda da Terceira e a Caldeirada de Peixe, bem como pratos Madeirenses, entre eles a Espetada de carne e Peixe-espada preto.

E, com este artigo fecho a minha rubica deste mês.

Se forem ao santuário de Fátima, passem no restaurante Santa Rita, pois o senhor Sérgio Patrício terá muito gosto em recebê-los.

Bem hajam!

Nélia Andrade

 

Notícias de Fátima

3 de Abril de 2009, pág. 7

Na Rua Santa Isabel, em frente ao Cinquentenário, os sabores da gastronomia açoriana são dados a conhecer no restaurante "Santa Rita" (...)

 

As Flores, mensário açoriano

19 de Março de 2009, pág. 2

Restaurante Santa Rita - Cozinha açoriana junto ao Santuário de Fátima

Situado no centro de Fátima, do lado sul do Santuário, é o local ideal para quem quer degustar como um bom gourmet a boa comida, com qualidade a baixo preço. (...)

 

DIARIO INSULAR

www.diarioinsular.com

Edição on-line e escrita de 11 de Março de 2009

Novo restaurante

Sabores da cozinha açoriana em Fátima

Pratos típicos dos Açores e da Madeira são servidos num novo espaço de restauração que abriu em Fátima. O Restaurante Santa Rita, reaberto no início deste ano, com gerência dos Açores, tem também ao dispor dos seus clientes vinhos, aguardentes e licores açorianos.
Segundo a gerência, o restaurante "dá a conhecer o que de melhor há na alimentação caseira dos arquipélagos portugueses, o que está a ter muito boa aceitação, não só por parte dos fatimenses, mas também das pessoas que conhecem os Açores e a Madeira. Em todo o território continental, à excepção de Lisboa, há pratos que temos em exclusivo, visto não serem muitos os empresários a investir neste tipo de cozinha", adianta.
Situado no centro de Fátima, o restaurante conta com três cozinheiras da Terceira, Pico e Madeia e, entre os pratos açorianos que tem na ementa, estão as Sopas do Espírito Santo, que são servidas aos Domingos. O menu do restaurante, que está aberto diariamente ao almoço e jantar, integra também Alcatra à Ilha Terceira, linguiça caseira do Pico com batata-doce e inhames, caldeirada de peixe e morcela à açoriana, entre outros pratos.

 

 JORNAL DA MADEIRA

http://www.jornaldamadeira.pt/not2008.php?Seccao=11&id=118570

Sexta-feira, 13 de Março de 2009

Restaurante situado no lado sul do Santuário confecciona pratos dos arquipélagos

 

Gastronomia madeirense faz sucesso em Fátima

 

 

 

 

A gastronomia madeirense e açoriana está a conquistar muitas pessoas que se deslocam ao Santuário de Fátima. Surgiu em Fevereiro deste ano, naquela zona, o restaurante Santa Rita, com gerência da Madeira e dos Açores, e que, como tal, se dedica à confecção de pratos típicos das ilhas.
Um dos gerentes, Sérgio Patrício, casado com a açoriana Lara Patrício, explicou que a ideia de abrir este estabelecimento com gastronomia dos arquipélagos portugueses teve a ver com a naturalidade da esposa e com a amizade com a madeirense Isabel Silva, sócia e uma das cozinheiras.
Assim, e tendo em linha de conta o mercado que teriam de conquistar, com os milhares de peregrinos que visitam anualmente o Santuário de Fátima, os sócios optaram pela diferença, dando a conhecer pratos típicos da Madeira e Açores, uma parte da gastronomia portuguesa pouco divulgada no continente, comentou o responsável.
A aceitação pelos fatimenses e visitantes tem sido «excelente», garantiu Sérgio Patrício, a quem foi sugerido por dois madeirenses que estavam de visita a Fátima, a divulgar nas Regiões Autónomas a existência deste restaurante que promove uma parte importante da tradição insular, no que se refere à cozinha caseira da Madeira e Açores.
Situado no centro de Fátima, do lado sul do Santuário, o restaurante tem no menu pratos como a espetada madeirense, o bolo do caco, o bolo de mel, milho cozido, açorda, para além de dar a conhecer aos visitantes a típica poncha da Madeira. Quanto à cozinha dos Açores, os peregrinos, fatimenses e restantes visitantes podem apreciar a linguiça caseira do Pico com batata doce e inhames, as sopas do Espírito Santo, alcatra à Ilha Terceira, caldeirada de peixe, morcela à Açoriana, maranhos, bacalhau espiritual, com natas, à brás, cozido com grão de bico, só para citar alguns exemplos.
Aberto todos os dias ao almoço e ao jantar, o restaurante Santa Rita tem vindo a ganhar muitos clientes, graças à publicidade “boca a boca”, disse-nos ainda Sérgio Patrício, que acrescentou que a gastronomia madeirense e açoriana tem merecido rasgados elogios por parte dos visitantes de várias nacionalidades.

 

 

 SEXTA, revista do semanário Tribuna da Madeira

28 de Março de 2009, pág. 27

Restaurante madeirense abre em Fátima

(...) Alguns dos pratos madeirenses são espetadas à Madeira; carne de vinho e alhos, bolo do caco, bolo de mel, milho cozido, poncha e açorda madeirense. Do lado açoriano são apresentados a linguiça caseira do Pico com batata doce e inhames; as sopas do Espírito Santo; a alcatra à Ilha Terceira; a caldeirada de peixe e a morcela à açoriana.

Há ainda outras sugestões da cozinha nacional, como os maranhos (prato regional da Sertã); leitão assado à casa; feijoada de leitão; (...)

DIARIO DOS AÇORES

http://www.diariodosacores.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=977:sabores-acorianos-chegam-a-fatima&catid=36:gastronomia

Sabores açorianos chegam a Fátima

     

 

Sociedade - Gastronomia

Escrito por Ana Arruda   

Segunda, 09 Março 2009 18:32

Linguiça caseira do Pico com batata-doce e inhames, sopas do Espírito Santo, alcatra à ilha Terceira, dobrada, caldeirada de peixe, morcela com ananás, bacalhau cozido com grão-de-bico e polvo à lagareiro são algumas das iguarias tipicamente açorianas que fazem as delícias dos clientes do restaurante “Santa Rita”, em Fátima.

A ideia de abrir um restaurante nasceu depois do casal Sérgio e Clara Patrício visitar os Açores. Clara, picoense e cozinheira de profissão, convenceu o marido a abrir em terras continentais um restaurante que desse a conhecer a gastronomia dos Açores. Depois de numa primeira fase abrirem um restaurante em Tomar com comida típica da Região e do continente, o casal Patrício resolveu abrir um outro, em Fátima, mas desta feita apenas com comida característica dos Açores e da Madeira.

Aberto há cerca de um mês, o restaurante “Santa Rita” tem sido, segundo os seus proprietários, um verdadeiro sucesso. “ Superou as expectativas”, confessa, ao Diário dos Açores, Sérgio Patrício. O facto de a cozinheira, co-proprietária, ser açoriana é uma mais-valia, diz Sérgio, uma vez que ela verifica cada pormenor da elaboração dos pratos, conferindo-lhes aquele sabor ímpar.

De acordo com o empresário, a localização do restaurante num dos centros religiosos e por conseguinte mais turísticos do mundo é outra mais-valia.”Passam por aqui milhares de peregrinos, como o restaurante está perto da capela é sempre motivo de visita”, avança Sérgio Patrício. Mas não são só os turistas e continentais a frequentarem o “Santa Rita”, muitos açorianos também vão ao restaurante, muitas vezes por curiosidade, adianta o proprietário. “Querem constatar se o sabor é igual ao das ilhas”, explica.

Neste primeiro mês de vida, as críticas têm sido bastante positivas e Sérgio Patrício acredita que com o aproximar da época alta a tendência seja para melhorar. Apesar de os tempos serem de crise, o proprietário do “Santa Rita”, consciente da qualidade do seu empreendimento, já pensa em expandir-se para o Norte, possivelmente para a cidade do Porto.

O sabor, a qualidade e os preços baixos são muito apelativos, garante Sérgio Patrício. Refira-se que o “Santa Rita” oferece pratos únicos regionais no país, e é, segundo os seus proprietários, uma forma de promover o destino Açores, isto porque a gastronomia é muito significativa de um povo.

   

 

 

A UNIAO

http://www.auniao.com/noticias/ver.php?id=15619

A União - Jornal Online

 

Sexta-Feira, dia 06 de Março de 2009

tel. 295 214 062 . 295 214 275 fax: 295 214 030 emails: auniao@auniao.com . publicidade@auniao.com

 

RESTAURANTE SANTA RITA -Cozinha açoriana junto ao Santuário de Fátima

 

Publicado na Sexta-Feira, dia 06 de Março de 2009, em Actualidade

Junto ao Santuário de Fátima, os sabores da gastronomia açoriana são dados a conhecer no restaurante “Santa Rita”, propriedade de Sérgio Patrício e da sua esposa Clara, natural do Pico.

Sopas do Espírito Santo, alcatra à Ilha Terceira, linguiça, batata-doce, inhame ou vinhos tipicamente açorianos são alguns dos paladares que fazem parte da ementa deste espaço. Além da proprietária, a sabedoria da cozinha do Arquipélago está a cargo de Ana Ribeiro, natural da Terceira a residir no Continente vai para duas décadas.

“ Conhecemo-la aqui no Santuário e na sequência da conversa ficámos a saber que era da Terceira e convidamo-la a juntar-se a nós, estando aqui desde a abertura do restaurante”, explica Sérgio Patrício.

A funcionar à pouco mais de um mês, o proprietário diz-se satisfeito com a reacção inicial das pessoas à comida regional açoriana que classifica como “uma cozinha muito caseira, muito próxima das pessoas” um atributo que, juntamente com o preço “atractivo”, “ chama as pessoas, até porque nesta zona não existe grande variedade de escolha”.

De acordo com Sério Patrício, quem procura o seu espaço pela comida do arquipélago vêm em busca “ de recordar uma anterior visita aos Açores, um sabor que já conhecem e querem voltar a experimentar ou são aqueles que vem pela primeira vez, com curiosidade em provar”.

Entre estes, o prato com mais saída são as sopas do Espírito Santo, um sucesso que se repete à imagem do que aconteceu no anterior restaurante do casal, em Tomar, onde o prato se tornou “um sucesso na cidade”, afirma o proprietário do “ Santa Rita”.A alcatra e a caldeirada de peixe são outros dos pratos mais procurados, numa ementa onde mesmo a gastronomia continental “é sempre confeccionada com um toque açoriano, influência da minha esposa”, diz Sérgio Patrício, dando como exemplo a carne asada que é servida numa telha, “ à moda da Terceira”.

Os vinhos açorianos marcam igualmente presença no “Santa Rita” juntamente com os licores – Angelica ou Lajido – e aguardentes. No entanto, o factor preço é um entrave à sua saída, diz Sérgio Patrício, fruto do custo do transporte.

Factor determinante na qualidade dos pratos, além da sabedoria das cozinheiras prende-se com a qualidade dos produtos utilizados. Sempre que possível a matéria-prima vem directamente dos Açores “pois procuramos o produto genuíno e com mais qualidade mais qualidade”, explica o dono do “Santa Rita”.

Fazendo um balanço da actividade do restaurante desde que a abertura em Fevereiro, o proprietário diz-se “satisfeito com os resultados” mesmo tratando-se de uma época de pouco movimento em Fátima. “ Esperamos pelo Verão e a maior afluência de peregrinos para podermos aferir melhor se esta aposta na cozinha regional das ilhas dá frutos”, refere Sérgio Patrício.

 

Renato Gonçalves - renato@auniao.com

 

CORREIO DOS AÇORES

6 de Março de 2009, pag. 2 - Actualidade

O restaurante Santa Rita, situado em Fátima, no lado sul do santuário, reabriu ainda não faz um mês com novos sabores vindos dos Açores e da Madeira. À frente do negócio está o casal Sérgio e Clara Patrício, contando com o apoio de três cozinheiras provenientes do Pico, da Terceira e da Madeira.

Abriram o restaurante neste local por se tratar do "altar do mundo", ou seja, um dos centros religiosos mais importantes do planeta. O restaurante Santa Rita apresenta ao público um vasto leque de sabores diferentes. (...)

Criar um Site Grátis Incrível | Criar uma Loja online Grátis | Sites Grátis | Free Websites | Wordpress e Prestashop Grátis